Adoração

Catedral da ADoração

Esta é a prioridade número um de nossa igreja, porque esta é a prioridade número um de nossas vidas. Nós não fomos criados para termos um grande emprego ou uma excelente carreira profissional, nem para acumularmos uma grande riqueza ou ter um fabuloso hobby. Nós fomos feitos para ter um relacionamento com Deus. Fomos feitos para termos comunhão com Ele. Se esta é a razão porque fomos criados, então deve ser o propósito número um de nossas vidas. Este é o propósito número um de nossa igreja.

E nós celebramos a presença de Deus através da Adoração. Essa é uma forma de expressar nosso amor a Deus. O Sl.96.9, diz: “Adorai ao Senhor na beleza da Sua Santidade”.

Você já percebeu que, em relação à forma (estilo) da adoração, há uma grande variedade de igrejas diferentes? Algumas igrejas são cheias de emoção, na sua forma de adorar. Eles dançam, balançam, pulam, saltam por cima das cadeiras. Existem pessoas que gostam desse estilo. Outras igrejas são muito formais e restritas, em sua maneira de adorar. Ali existem certas coisas que você pode fazer toda semana, no tempo exato, e as pessoas gostam disso. Há alguma coisa errada com eles? Não, se o que eles estão fazendo está de acordo com o que a Bíblia diz, isto é, se eles estão adorando em espírito e em verdade. Existem vários estilos de adoração. Na Comunidade Cristã, temos buscado um equilíbrio na forma de adorar. Cremos que onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. Temos muito calor e entusiasmo em nossas reuniões. Mas, nós temos também alguma estrutura e ordem para isso.

Nas reuniões, nosso estilo de adoração é equilibrado e usamos 3 palavras para caracterizar isso:

Celebração.

No Sl.122.1, Davi disse: “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor”. Não me entristeci nem me senti obrigado, mas “alegrei-me”. Esta é uma das coisas que amo na igreja. É bom ver como as pessoas gostam de estar juntas e participar. Elas celebram. Isto é muito importante. Na verdade, deveria sempre haver um tempo de celebração, quando você vem para adorar o Senhor. Isso jamais deveria ser parecido com um funeral, pelo contrário, deveria ser de fato um tempo de alegria, louvor e adoração. Por isso, celebramos a presença de Deus, com alegria, em nossas reuniões.

Inspiração.

Isaías 40.31 diz: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças. Subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão”. Quando você vem a uma reunião da igreja, pode acontecer que você realmente, não tivesse disposição para vir. Isso por causa do cansaço e da semana cheia de atividades desgastantes. Assim como às vezes eu também sinto, mas eu venho porque sei que é isto que eu preciso fazer. Eu tenho que me reunir com meus irmãos. Eu desejo estar aqui, mas meu corpo, às vezes está realmente cansado. A reunião começa e eu tento acompanhar o louvor, as palmas, os movimentos. Mas, eu não tenho disposição para ficar de pé, cantar ou bater palmas. Estou muito cansado para isso. Entretanto, no final da reunião eu me encontro rejuvenescido, totalmente renovado. Meu espírito foi restaurado. Eu me sinto muito feliz por ter vindo. Nós buscamos a Graça de Deus, para que quando você vem arrastado, cansado, exausto, então possa sair muito melhor do que entrou. Oramos ao Senhor para que as reuniões inspirem você, levantem seu espírito como um carregador de baterias. A música e as mensagens são um tipo de combustível que é colocado em seu tanque.

Preparação.

Efésios 4.11 é um verso fundamental quando se fala acerca da igreja. “E Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres”. Esse texto diz que os ministros líderes existem para treinar (preparar) o povo de Deus, para o serviço do ministério. Nosso desejo é transmitir mensagens da parte de Deus, com tal clareza, que dêem a você algo prático que possa ser usado na segunda-feira pela manhã. Nosso sentimento é que, se não pudermos lhe dar alguma coisa prática, que possa ser usada diariamente em sua vida, então perdemos nosso tempo. E ainda pior, acabamos transformando a Bíblia, que é o Livro mais interessante do mundo, no livro mais chato que possa existir.

Então, venha para celebrar, venha para ser inspirado. Você será também preparado, treinado, através dos ministérios de liderança que Deus tem dado à sua igreja.

Este é o nosso propósito número um – “Amar a Deus, expressando-o através da adoração”, celebrando a Sua Presença.

Qual é o significado da adoração?

Em hebraico, significa ajoelhar-se, dobrar-se diante do Senhor.

Em grego, significa aproximar-se dele e beijar a Sua mão.

Em outras palavras…

A adoração se expressa através de nós quando nos voltamos para Deus, reconhecendo o que Ele é, o que Ele representa para nós e, consequentemente, quando entregarmos-lhe o que somos e o que temos, para que tudo redunde em glória ao Seu nome por meio da fé. Mas Deus nos deixou o livre arbítrio de adorar ou não adorá-lO. Ele que tem em suas mãos todo o governo poderia fazer com que toda a criação fosse de adoradores, tal como são os anjos no céu. Mas, Ele não fez assim, deixou-nos o poder de escolher como viver diante dEle. O adorador é aquele que faz uma opção por Deus, opta por Jesus como seu salvador e pelo seu Reino; opta em ter uma livre comunhão com Deus, que não é imposta pela vontade divina, mas é uma livre opção de amor! Se esse amor está em nós, nosso coração transbordará em louvores!!

O que deve caracterizar o adorador não é a sua maneira de cantar e louvar, mas, sim, o profundo amor para com Deus e em uma atitude de fé e não sentimentos, expressar pela nossa vida uma adoração verdadeira!

Na verdade Deus não está buscando adoração, mas adoradores! Ele sabe que quando O adoramos nós somos também abençoados e para uma cristão que contempla a Obra de Jesus, o amor e a graça torna-se quase impossível não dar Graças e Louvores!

Na oração que o Senhor nos ensinou, dizemos: “santificado seja o Teu nome” (Mateus 6.9b), isto é, Teu nome seja separado como especial, majestoso, incomparável e santo.

“Curvo-me diante de ti e amo os teus caminhos”, esta deve ser a nossa adoração! Um exemplo extraordinário nos é dado por Jó. Quando vieram anunciar-lhe a morte dos seus filhos, disse Jó: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor” (Jó 1.21). A atitude de Jó aí descrita é: “Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou” (Jó 1.20).

Deus é o Único Digno de Adoração, hoje e sempre.

Um comentário em “Adoração

  1. Queremos agradecer pelo seu apoio Pr. Severino do Ramo, que Deus em Cristo recompense…2 Crônicas 15:7

Deixe uma resposta